A lista de produtos tradicionais portugueses, resultante da última pesquisa e qualificação efectuada pela Qualifica é uma ferramenta muito útil, não só para os profissionais de cozinha portugueses, como para qualquer pessoa interessada em conhecer os produtos tradicionais portugueses.

Azeites e azeitonas, carnes de bovino, de caprino, de ovino e de suíno, frutas frescas, secas e secadas, méis, enchidos e ensacados, presuntos, queijos e requeijões, bolos, doces e pães, bordados, tapeçarias e rendas, colchas e tecidos, cerâmicas e barros, madeiras e pedras, ferros forjados, cestos, cobres, latões e tantos mais, em comum todos têm direito a usar um nome próprio, que os qualifica e comprova a sua origem, reputação, genuinidade, tradicionalidade ou modo de produção particular.

Doces, picantes, sumarentos, frescos, amanteigados, suculentos, fumados, amargos, carnudos, picantes, acres, acídulos, dulcíssimos, frescos, tenros, fundentes, macios, pungentes, aromáticos, suaves, gritantes, proporcionados, estilizados, rudes, naturais, acetinados, sedosos, acolchoados, rústicos… é todo um mundo de adjectivos para qualificar cores, sabores e saberes tradicionais, modos de produção ancestrais, genuínos, respeitadores de ambientes, terras e homens…

Com Denominações de Origem ou com Indicações Geográficas Protegidas, com Tradicionalidades Garantidas ou com simples reputação adquirida, os produtos que encontra neste site são os primeiros exemplos de todo um conjunto de outros produtos tradicionais portugueses que compõem a paleta dos sabores e das cores tradicionais, reconhecidos quer pelos consumidores habituais, quer por tantos outros que, pouco a pouco, os vão descobrindo, apreciando e valorizando.

Uma lista que de acordo com a Qualifica é uma ferramenta para todos aqueles interessados em conhecer os produtos tradicionais portugueses.

Conheça a lista completa

Produtos Tradicionais Portugueses – Um vasto leque

Produtos Tradicionais Portugueses

Portugal possui um vasto e diverso leque de produtos alimentares de origem tradicional, associados a cada uma das regiões de Portugal, fruto da influência cultural na confecção destes alimentos, que se revelam uma herança viva de um património gastronómico único e abundante.

A identidade do território nacional confunde-se com as produções locais e regionais, intimamente interligadas aos diversos meios de produção agrícolas, ao vasto conjunto de recursos endógenos, às tradições e saberes associados. Os produtos tradicionais portugueses promovem processos de obtenção de alimentos menos processados e com menos aditivos ou conservantes, com matérias-primas baseadas em recursos autóctones e por isso mais adaptados às condições de clima e solos; contribuindo assim para a protecção da natureza e do ambiente e para segurança alimentar, indo ao encontro da preferência dos consumidores, por produtos mais genuínos e com sabores autênticos.

A valorização e promoção dos produtos tradicionais são actividades que concorrem para o desenvolvimento sustentável do território e para a preservação e manutenção deste património nacional, cujo levantamento constitui o ponto de partida.

COMPRE AGORA O SEU CABAZ DE NATAL